Taijin Eco-city, a cidade sustentável do futuro

cidade sustentavelTianjin Eco-city, na China, quer tornar-se na cidade sustentável, a cidade do futuro. O projecto está em desenvolvimento e é feito numa colaboração entre os governos da China e de Singapura. O objectivo é criar em conjunto e em harmonia social, uma cidade que respeite o meio ambiente e a conservação dos recursos.

O desenho é prático e facilmente reproduzível. Será seguramente um exemplo para o resto das cidades no resto do mundo. Para além disso, pretende ainda ser um exemplo da determinação dos dois países no sentido da preservação do meio ambiente, dos recursos e da energia, assim como o desenvolvimento sustentável. Pretende-se que sirva como modelo para outras cidades chinesas.

Tianjin Eco-City irá ter uma extensão de trinta quilómetros quadrados, onde viverão cerca de 350.000 habitantes. A cidade ecológica foi desenhada por Surbana Urban Planning Group. Aqui serão colocadas em marcha diversas tecnologias de poupança e eficiência energéticas.

A cidade está desenhada de forma a poder cumprir exigentes parâmetros de sustentabilidade em relação à qualidade do ar e da água, às emissões de carbono ou à utilização de transportes ecológicos. Está a ser construída sobre solo contaminado, numa zona onde no passado foram depositados resíduos tóxicos. Este foi o local escolhido porque, deste modo, não serão usados solos que poderia ser utilizados para a produção de alimentos e outros recursos.

Cerca de 20% das necessidades energéticas dos seus habitantes será gerada de forma limpa, através de aerogeradores e painéis solares. Também serão utilizadas bombas de calor que aproveitam a diferença de temperatura entre a superfície e o subsolo.

Os edifícios estão orientados para sul, de forma a melhorar a climatização. Serão ainda dotados das últimas tecnologias e materiais para melhorar a eficiência e poupar energia, como sensores de movimento para as luzes, persianas inteligentes para regular a iluminação e a temperatura interior, janelas com vidros duplos, materiais isolantes nas paredes, etc.

Em relação aos resíduos, serão geridos através de um sistema de recolha automático, que permitirá a sua separação na origem, evitando a recolha com os tradicionais camiões de lixo.

O abastecimento de água será feito com o recurso a uma estação de dessalinização e todas as águas residuais serão limpas em biodigestores anaeróbicos que irão gerar energia produzindo biometano.

Nesta cidade verde, os espaços verdes serão a regra. Serão plantados canaviais de forma a permitir às aves que se estabeleçam no espaço e para ajudar à reciclagem da água. Haverá ainda vias para circulação de ciclistas e eléctricos.

cidade sustentavel

Deixe o seu comentário