Sahara Solar: Projecto para converter o deserto numa central solar

O “Sahara Solar Breeder Project” é uma iniciativa das universidades do Japão e da Argélia que pretende gerar energia suficiente para abastecer até 50 por cento da electricidade em todo o mundo no ano de 2050.

A ideia será aproveitar as condições do maior deserto do mundo (dado que no Sahara existe silício no solo com o qual é possível fabricar painéis fotovoltaicos, sol e espaço em abundância) para criar ali fábricas de silício e centrais de produção de energia solar capazes de produzir 100 GW de electricidade.

O objectivo deste projecto, que se encontra actualmente numa fase de investigação, será criar condições ideais para tornar o Sahara na fonte de abastecimento de energia solar do mundo. Este plano liderado por Hideomi Koinuma é bastante ambicioso, e caso seja algum dia concretizado, seria um importante passo no sentido da independência em relação aos combustíveis fósseis e com os consequentes benefícios a nível ambiental dadas as reduções consequentes dos poluentes derivados dos combustíveis fósseis.

Existem actualmente outros projectos que visam usar o potencial dos desertos para o desenvolvimento de energias limpas, mas o “Sahara Solar Breeder Project” chama a atenção porque o seu objectivo vai mais além, pretendendo uma mudança radical na produção de electricidade a nível global.

Actualmente prosseguem as investigações, para as quais estão previstos investir 2 milhões de dólares. Estas investigações tentam descobrir quais seriam os materiais e máquinas mais apropriados para a execução do projecto.

Imagine-se daqui a 40 anos uma “fábrica” de energia solar capaz de fornecer 50 por cento da electricidade a nível mundial! Pode soar estranho ou mesmo impossível para os mais pessimistas, no entanto, o “Sahara Solar Breeder Project” já está a avançar, e com perspectivas de vir a ser um êxito! Vamos aguardar pelo futuro!

Deixe o seu comentário