O maior barco do mundo movido a energia solar

O PlanetSolar, o maior barco do mundo movido unicamente à energia solar, foi baptizado e lançado na água na cidade de Kiel (norte da Alemanha), numa cerimonia que serviu como  prenuncio para os testes de navegação, antes dele empreender uma longa viagem ao redor do mundo.
Com 31 metros de comprimento por 15 metros de largura e uma área de 500 metros quadrados de células fotovoltaicas, o PlanetSolar é o primeiro barco a ser construído com estas características, destinado a demonstrar o potencial e as possibilidades das energias renováveis.
Depois de alguns meses de atraso, finalmente sua construção foi concluída nesta  quarta-feira. Ao meio-dia o navio já flutuava na água, pronto para começar os testes técnicos realizados por especialistas da empresa Sun Power Corporation, criadores do projecto.
Desenvolvido por uma equipe internacional de engenheiros, físicos e construtores navais, ele foi projectado para navegar com energia obtida a partir de cerca de 38.000 painéis solares, que apresentaram uma eficiência de,  pelo menos,  22% a mais do que a placas convencionais anteriormente comercializadas por esta mesma empresa.
A expectativa é de que este Catamarã se torne o primeiro barco solar a atravessar o Oceano Atlântico em menos tempo e, também,  o primeiro barco dessa espécie a navegar nos oceanos Pacífico e Índico.
A cobertura do barco tem uma área de 500 metros quadrados de painéis solares fotovoltaicos, conectados a potentes baterias que pesam 13 toneladas, quase um quarto do peso total da embarcação que é de 60 toneladas.
A empresa alemã GAIA que desenvolveu as baterias do barco, afirmou que elas pode acumular até 1,3 megawatts de energia a baixo nível, e que isso permite que a embarcação navegue no escuro ou no meio de uma tempestade.
Projectado pelo engenheiro neozelandês Craig Loomes, o catamarã carrega dois platine-flotador  hidrodinâmicos, que estão unidos por quatro patas a seu casco. Todos eles foram construídos utilizando leves fibras de carbono  para limitar ao máximo o seu peso.
Equipado com duas hélices de carbono duas vezes maior do que o normal para um barco de seu tamanho, o catamarã é alimentado por quatro motores eléctricos com potência de 176 quilowatts. Seu consumo normal é de apenas 20 quilowatts por hora, o que os engenheiros acredita ser o ideal.
No início do próximo ano, o PlanetSolar realizar uma turnê mundial que vai levá-lo ao cais de Hamburgo, na periferia de Londres e Paris, na Europa e em Nova York, San Francisco, Cingapura e Abu Dhabi.

Um comentário

  1. victor hugo Outubro 14, 2011

Deixe o seu comentário