Campus universitário com zero emissões de carbono

campus universitárioNa Universidade da Califórnia UC Davis foi inaugurado um campus universitário a cerca de oitenta quilómetros a noroeste da cidade de São Francisco, cujas instalações produzem tanta energia como a que gasta. É um exemplo do que deve ser o futuro dos edifícios e de uma forma geral, o futuro de qualquer actividade económica: uma economia com zero emissões de carbono.

 

Neste projecto, a energia solar desempenha um papel essencial. Todos os edifícios do campus têm instalação de energia solar nos telhados, assim como as zonas de estacionamento de veículos. Foram instalados um total de 4 MW de painéis fotovoltaicos, que podem gerar electricidade suficiente para satisfazer a totalidade das necessidades dos residentes.

 

Durante o verão e nos dias com mais sol, numa região onde não faltam dias assim, os painéis fotovoltaicos podem mesmo gerar mais energia do que a necessária Assim, o excedente pode ser enviado para a rede pública, enquanto durante a noite se irá utilizar energia proveniente da rede e assim equilibrar os níveis de geração com os de consumo.

 

Neste novo campus com emissões zero irão viver cerca de 850 estudantes da Universidade da Califórnia As instalações foram desenhadas e construídas em volta de pátios para aproveitar melhor as temperaturas do lugar e reduzir assim ainda mais o consumo eléctrico. O custo de um piso de três dormitórios com duas instalações de casa de banho ascende a 870 dólares (630 euros) e incluem serviços como Internet de alta velocidade.

 

Outras medidas foram também adoptadas para se atingir uma maior eficiência energética, como a instalação de electrodomésticos de baixo consumo, vidros escurecidos, muros exteriores mais grossos para manter a temperatura do interior ou telhados brancos. As energias limpas e renováveis devem ser complementadas com medidas de eficiência energética.

 

O desenvolvimento deste projecto foi levado a cabo graças a investimentos públicos e privados. A maior parte foi graças à construtora Carmel Partners e da própria Universidade da Califórnia

 

Está previsto que, em dois anos, a comunidade albergue umas três mil pessoas, entre estudantes, professores e pessoal administrativo da Universidade. Serão 662 apartamentos, 343 habitações unifamiliares e irá ter 42.500 metros quadrados de espaço comercial, incluindo um centro de recreação.

Deixe o seu comentário