Arte com lixo e madeira reciclados

Kari von Wening começou a criar arte na sua padaria, tendo mesmo sido recebido com uma entusiasta aceitação pela sua ‘arquitectura gastronómica‘ por parte da sua numerosa clientela. Tal foi o êxito, que inclusivamente começou a dedicar-se a dar aulas a todos quantos queriam aprender a arte da pastelaria. Mas um dia quis chegar ainda mais longe: decidiu mudar o avental de pano por um de couro e os bolos pela madeira e o metal.

Na sua nova aventura artística, começou a trabalhar com zinco, mas não gostou muito do material porque não lhe oferecia a maleabilidade que necessitava para as suas criações. Até que chegou o dia em que descobriu que o lixo lhe podia oferecer a flexibilidade, a cor e a textura que procurava. Por isso ficou cheio de satisfação, uma vez que podia combinar o seu amor pela arte, ao mesmo tempo que cuidava do meio ambiente.

Com lixo, pedaços de madeira, uma máquina de corte a plasma, outra de soldar e inúmeras camadas de tinta acrílica e esmalte, o resultado foi surpreendente, com a criação de peças de grande beleza.

A sua obra revela-se fascinante, com borboletas de cores até incríveis instrumentos musicais. De seguida apresentamos uma pequena amostra da sua obra, deixando a recomendação que visitem o seu website e descubram toda uma explosão de cor, magia e criatividade.

 

Deixe o seu comentário

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close