A ecologia é uma necessidade, não um luxo

ecologiaConsiderar a ecologia como um valor em si mesmo, ser ecológico sem reservas, preservar espécies e ecossistemas, aplicar medidas sustentáveis, aprovar normas que respeitem o meio ambiente ou, por exemplo, levar a cabo uma política verde mesmo em tempos de crise. Estas são apenas algumas formas de mostrar que a ecologia não é um luxo, mas uma necessidade. No entanto, esta postura é uma excepção no mundo actual, pois existe uma posição dominante que defende precisamente o oposto.

É uma opinião demasiado arreigada na política, a nível empresarial e entre uma serie de líderes de opinião, cuja crença ou postura é que a ecologia é um luxo que nem sempre cabe no orçamento. A ela se opõe o activismo nas suas diferentes formas, quer sejam personalidades, cidadãos anónimos, políticos atípicos ou pequenas e grande organizações.

Estas ideias encerram um valor positivo sobre a ecologia, sendo uma bússola orientadora em relação às várias formas de actuação. São a razão de ser dos partidos verdes, assim como de uma infinidade de organizações conservacionistas, das mais institucionais às mais radicais. Ou, sem ir mais longe, a tese defendida por especialistas na matéria, como Tony Juniper, assessor de sustentabilidade do príncipe Carlos e ex-director executivo dos Amigos da Terra.

 

O que a natureza fez por nós

É esse precisamente o cavalo de batalha do último livro de Juniper, intitulado What has nature ever done for us? (O que a natureza fez por nós?), com mais de 300 páginas escritas a rebater estas teses que olham para a ecologia como algo de que podemos prescindir.

O livro mostra o seu pragmatismo ao afirmar que, e estimando por baixo, o valor dos “serviços naturais” que nos são oferecidos pela mãe natureza ronda os 73 biliões de euros por ano, ou seja, um número superior ao Produto Bruto Mundial. Não considera que o argumento económico seja o mais importante, mas acredita que é a chave para convencer quem não quer respeitar a natureza em tempos de crise.

Deixe o seu comentário