Blog Linhaceira

11 Razões Para Comer Couve Roxa

A couve roxa é um alimento de alta qualidade nutricional que adicionada a uma dieta saudável, pode ajudar-nos a promover o bem-estar.
Por que é recomendada? O que precisa de saber sobre ela? Descubra neste artigo!
couve roxa
A couve roxa, também conhecida como repolho vermelho ou couve roxa, muito comum no mercado no inverno, é nativa da zona mediterrânica e foi cultivada pelos egípcios desde 2500 AC.
Pertence ao grupo de plantas Brassica, que inclui outros vegetais ricos em nutrientes, tais como brócolos, couves-de-bruxelas e couves-repolho.
No entanto, a diferença para com estes vegetais é que são uma variedade mais rica em compostos vegetais como as antocianinas, um pigmento da família dos flavonoides que se distingue pela sua capacidade antioxidante.
Ainda não incluiu este alimento na sua dieta? Aqui estão 11 razões para começar a consumi-lo regularmente.

A couve roxa é rica em nutrientes

A primeira razão para comer mais couve roxa é o seu interessante valor nutricional. Embora seja muito pobre em calorias, fornece uma dose de vitaminas e minerais que beneficiam a saúde. Especificamente, conforme detalhado pelo Food and Nutrition Information Center (USDA), cada porção de 89 gramas fornece:
Da mesma forma, este alimento fornece pequenas quantidades de outros nutrientes tais como ferro, cálcio, magnésio, fósforo, cobre e zinco.

Promove a saúde dos olhos

Comer couve roxa promove a saúde dos olhos devido ao seu teor de zeaxantina e luteína. Como detalhado numa revisão bibliográfica publicada em Archives of Biochemistry and Biophysics, estes dois elementos são protetores solares naturais que bloqueiam a passagem dos raios UV para a retina.

Contribui para uma boa saúde intestinal

Devido ao seu elevado teor em fibras alimentares e compostos antioxidantes, a couve roxa tem mostrado efeitos favoráveis na saúde intestinal.
De facto, um estudo publicado no IOSR Journal of Dental and Medical Sciences revelou que a couve tem efeitos benéficos no tratamento da doença da úlcera péptica.

A couve roxa contribui para a boa saúde cardíaca

Como mencionado acima, a couve roxa é uma fonte importante de antocianinas. Estas substâncias de ação antioxidante têm demonstrado efeitos positivos na proteção da saúde cardíaca.
Como a investigação publicada em Advances in Nutrition aponta, as antocianinas diminuem o risco de doenças cardiovasculares, incluindo hipertensão, ataque cardíaco e AVC.

Diminui os níveis de colesterol

Outro benefício de comer couve roxa é que ajuda a reduzir o colesterol elevado e as citocinas inflamatórias devido ao seu conteúdo em antioxidantes, vitaminas e minerais.
Embora sejam necessárias mais provas, um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry revelou que o extrato de couve vermelha rica em antocianina (ARCE) tem um papel protetor contra a hipercolesterolemia induzida e o “stress” oxidativo cardíaco e hepático.

Promove a imunidade

Os nutrientes contidos neste alimento são úteis para estimular o sistema imunitário e assim aumentar as defesas.
De acordo com investigações publicadas no International Journal of Molecular Sciences, esta variedade de couve ajuda a combater a inflamação e melhora as respostas imunitárias.

Ajuda a saúde da pele

O sumo de couve roxa contém altos níveis de antioxidantes e fitoquímicos, bem como vitaminas C, E e A, que ajudam a manter a pele hidratada, macia e flexível.
Além disso, de acordo com informações em Biomolecules & Therapeutics, as suas antocianinas desempenham um papel fotoprotector.

A couve roxa tem propriedades anti-inflamatórias

As propriedades anti-inflamatórias da couve roxa têm sido amplamente estudadas e acredita-se que ajudem a prevenir e tratar várias doenças crónicas. Por exemplo, um estudo do tubo de ensaio, publicado em Molecular Nutrition & Food Research, utilizando um modelo artificial do intestino humano, descobriu que a couve roxa ajuda a diminuir a inflamação intestinal em 22 a 40%.
Entretanto, outros estudos sugerem que as suas antocianinas contribuem para reduzir os marcadores inflamatórios que afectam doenças crónicas como a obesidade.
Também tem estado ligada a benefícios contra doenças inflamatórias, tais como a artrite do joelho.

Pode ajudar a aliviar a ingurgitação mamária

Embora não haja resultados totalmente conclusivos até à data, e as provas permanecem limitadas, acredita-se que a aplicação de folhas de couve aos seios pode ajudar a aliviar os sintomas de ingurgitamento mamário.
Uma publicação na Biblioteca JBI de Revisões Sistemáticas sugere que o tratamento de folhas de couve usado em mulheres com ingurgitamento mamário pode ajudar a acalmar seios dolorosos, duros e inchados, e pode ainda aumentar a duração da lactação.

A couve roxa ajuda a regular a glicose

A couve roxa, e especificamente as suas antocianinas, têm estado ligadas aos benefícios no controlo da glucose no sangue e na prevenção da diabetes.
Um estudo publicado na revista Nutrients concluiu que as antocianinas dietéticas têm um efeito modulador na resistência à insulina e, além disso, têm o potencial de modular estados de doença como a diabetes.

Ossos saudáveis e fortes

Graças ao seu elevado teor de vitamina K, as couves roxas são conhecidas por serem um aliado na manutenção de ossos fortes.
Embora seja necessária mais investigação, há provas que apoiam o papel da vitamina K na saúde óssea.

Inclua-a na sua dieta!

Como podemos ver, a couve roxa tem interessantes benefícios para a saúde. É nutritiva e pode contribuir para a prevenção de vários problemas de saúde, bem como acrescentar alguma variedade à dieta.
No entanto, devemos estar conscientes que não se trata de um superalimento ou de um alimento com efeitos milagrosos. É simplesmente uma boa fonte de nutrientes que, acrescentada a uma dieta saudável, nos ajuda a saciar o apetite e a ser mais saudáveis.
Já provou com batatas cozidas deliciosas e um fio de azeite?
Exit mobile version